Passar para o Conteúdo Principal Top
Câmara Municipal de Montalegre
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Concelho | "Vespa Asiática" 2020

25 Junho 2020
Montalegre   rede de armadilhas de combate a vespa velutina 2020  final  1 1024 2500

Foram capturadas mais de 2.600 "vespas asiáticas" nas oito monitorizações realizadas por todo o concelho de Montalegre ao longo deste ano. O trabalho passou pelas 136 localidades existentes. Deste universo, foram encontradas e capturadas em 127 lugares. Este é um dos dados desta aposta levada a cabo pela autarquia através do Gabinete Técnico Florestal (GTF). O técnico que lidera este Plano Municipal de Combate à Vespa Velutina, José Luís Tavares, fala em «sucesso». Todos os interessados podem observar o trabalho realizado no mapa interativo concebido para o efeito.


Com os trabalhos iniciados em 15 de fevereiro, a rede de armadilhas de combate à "Vespa Asiática" no concelho de Montalegre prolongou-se por um período de quatro meses (terminou este mês) no qual foram realizadas oito monitorizações de periodicidade quinzenal. Em 2019, recorde-se, esteve implementada apenas três meses. Apesar do período de atuação mais alargado e do incremento do número de armadilhas em 25% - comparativamente ao ano passado - o número de vespas velutinas capturadas diminuiu cerca de 34%. Estes dados são reveladores que o trabalho efetuado no ano anterior foi profícuo. A captura das inúmeras vespas fundadoras, na rede de armadilhas, e a retirada atempada e correta dos ninhos por equipas especializadas, foi imprescindível para a interrupção do ciclo reprodutivo e consequente proliferação destas vespas. Conseguiu-se, deste modo, reduzir a presença desta praga praticamente em todo o território do concelho de Montalegre.
No terreno esteve uma equipa, liderada pelo técnico José Luis Tavares, que palmilhou o concelho pelas 136 localidades existentes no concelho. Deste universo, foram capturadas "vespas asiáticas" em 127 lugares. Um resultado «fantástico» que prova o bom trabalho efetuado à luz do Plano Municipal de Combate à Vespa Velutina. O técnico esclarece que «sem este plano de combate, esta praga já estaria presente na totalidade do território, em quantidades incontroláveis e nefastas para a saúde publica, ecossistemas naturais e economia local».
Esclarecer ainda (ver mapa anexo - Figura 1) que a mancha mais saliente está localizada na zona Oeste do concelho de Montalegre que atravessa as linhas de água dos rios Cávado e Rabagão. É neste local onde está implementado o maior número de armadilhas. Uma zona "tampão" por onde entram a maioria das vespas.

MAPA INTERATIVO

Este ano, os dados foram disponibilizados através de um mapa interativo que exibiu os resultados à medida que os trabalhos foram efetuados. Um trunfo que alavanca esta aposta municipal para uma maior proximidade e rapidez com o grande público. Ainda em matéria de divulgação, as paróquias do concelho também foram informadas, sendo mais um canal informativo junto dos cidadãos.

MONTALEGRE - REDE DE ARMADILHAS DE COMBATE À VESPA VELUTINA 2020 (Dados Finais)

montalegre___rede_de_armadilhas_de_combate_a_vespa_velutina_2020__mapa_1_
montalegre___rede_de_armadilhas_de_combate_a_vespa_velutina_2020__mapa_2__final
sem_titulo
sem_titulo_2
sem_titulo_4
sem_titulo_5